Nossa História

DCP começou como resultado da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (Summit on Sustainable Development - WSSD) em Joanesburgo em 2002, reconhecendo que a formação de parcerias entre as Nações Unidas, a sociedade civil, acadêmica, autoridades locais e do setor privado é vital para o avanço e a realização bem sucedida do desenvolvimento sustentável. UNITAR lançou uma parceria intitulada "Reforço da capacitação e formação local para a urbanização sustentável: uma parceria público-privada", que tornou-se a base da DCP e sua Rede CIFAL. Esta iniciativa foi desenvolvida e apresentada pela ONU-HABITAT, a Associação Mundial da Coordenaçãodas Cidades e Autoridades Locais (World Association of Cities and Local Authorities Coordination - WACLAC), e a ONG Global Ecovillage Network em conjunto com VEOLIA Environment.

No ano de 2003 foi lançado os primeiros três centros CIFAL em Kuala Lumpur (Malásia), Ouagadougou (Burkina Faso) e Curitiba (Brasil), para a realização de sessões de formação sobre o desenvolvimento sustentável. 

Atualmente, a Rede CIFAL consiste em 10 centros. Entre 2004 e 2013, DCP estabeleceu novos centros em Atlanta (EUA), Xangai (China), Edimburgo (Escócia), Plock (Polónia), Jeju (Coréia do Sul), Mérida (México) e Argel (Argélia).

Além dos centros CIFAL, DCP estabeleceu um escritório na Nigéria, em 2006. O escritório Office Project Port-Harcourt (PHPO) foi criado em estreita colaboração com as autoridades federais, regionais e locais. Ele oferece atividades de treinamento e desenvolvimento de capacitações nas áreas de prevenção e gestão de conflitos, proteção ambiental e economia local, e concentra-se especialmente na geração de emprego para os jovens e criação de oportunidades de negócios para os moradores locais.

DCP também supervisiona o Centro Internacional de Formação para Oportunidades Coorporativas (ITCCO) na Antuérpia, Bélgica. O ITCCO foi criado em 2011 sob os auspícios da UNITAR e pelo Pacto Global das Nações Unidas (UNGC), e visa estimular as empresas ao redor do mundo a adotar a 'Responsabilidade social coorporativa' (CSR) e os princípios do Pacto Global das Nações Unidas, como uma forma de aumentar a sua contribuição em direção dos 'Objetivos de Desenvolvimento do Milênio' (Millennium Development Goals - MDGs) e sua nova agenda de desenvolvimento.